Número de aprendizes cresce, mas continua longe do potencial

30 de novembro de 2010
Por

Por meio da parceria com o Placar do Aprendiz, da organização Atletas pela Cidadania, o Conexão Aprendiz disponibilizará em primeira mão os dados de contratação de aprendizes no Brasil.

Para inaugurar a seção, publicamos um resgate de dados a partir de 2005. Os números são da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) – que realiza o levantamento dos dados sobre trabalho no Brasil.

Segundo esses dados, observa-se um constante crescimento das contratações nos últimos anos – passando de 59.374, em 2005, para 155.163, em 2009. Apesar disso, durante a I Conferência da Aprendizagem Profissional, realizada pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) em novembro de 2008, foi lançada a meta de atingir 800 mil contratos de aprendizes até o final de 2010. Se todas as empresas cumprissem a lei, haveria em torno de 1,2 milhões de jovens em programas de aprendizagem, segundo estimativas do ministério.

Segundo a Rais, até setembro deste ano foram contratados 205.239 aprendizes – em breve disponibilizaremos um balanço parcial de 2010.

De 2005 a 2009, o estado que mais contratou foi São Paulo (188.629). Foram cerca de 24 mil contratações no primeiro do levantamento; 31 mil, em 2006; 39 mil, em 2007; 45 mil, em 2008; e 48 mil no ano passado.

O segundo estado que mais contratou no período foi o Rio de Janeiro – mais de 50 mil -, seguido por Minas Gerais, com quase 49 mil aprendizes contratados.

Em breve, publicaremos novos números – analisando os resultados e indicando saídas para elevar os números.

Compartilhe e Socialize:
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Orkut

Tags:

Deixe um comentário

Uma resposta para “Número de aprendizes cresce, mas continua longe do potencial”

  1. wellington disse:

    Eu adoraria estar ai!