Projeto busca aumentar contratações de aprendizes dos cursos do Centro Paula Souza

13 de outubro de 2010
Por

Além do sistema S e de ONGs, a Lei do Aprendiz define que escolas técnicas também podem realizar a formação teórica do programa de aprendizagem. Porém sua participação nesse sentido ainda tem sido discreta. Para modificar esse quadro, foi lançado em agosto o projeto Aprendiz Paulista, que visa ampliar a contratação de aprendizes matriculados nos cursos técnicos do Centro Paula Souza – instituição que administra as Etecs e Fatecs.

O programa está inserido no portal Emprega São Paulo (www.empregasaopaulo.sp.gov.br) e servirá como um intermediário gratuito entre jovens e empregadores que estão em busca de aprendizes. Tanto jovens quanto as empresas interessadas em contratar devem se inscrever no site.

De acordo com o coordenador do Aprendiz Paulista pelo Centro Paula Souza, Celso Gaiote, o projeto surgiu de uma preocupação do governo com a inserção de jovens no mercado. “Várias estatísticas apontam que a faixa etária que abrange a aprendizagem (de 14 a 24 anos) é a que tem mais sofrido com o desemprego. A falta de qualificação e experiência agrava ainda mais esse quadro. O programa vem como uma novidade em que se nota um empenho do governo para estimular a contratação desses jovens como aprendizes”, comenta.

Gaiote explica que apesar do Centro Paula Souza já ter encaminhado alguns jovens como aprendizes em empresas, não há como contabilizar o número. Segundo o coordenador, com o projeto, a ideia é ter maior controle e acompanhamento da formação dos aprendizes.

“Para que esse acompanhamento seja efetivo, cada escola deverá ter, no mínimo, um professor orientador. Eles serão responsáveis por manter o contato com o jovem e a empresa, por meio de entrevistas ou visitas”, explica Gaiote.

Atualmente a instituição possui 112 mil alunos matriculados.  No total, 162 escolas técnicas, com 85 cursos, fazem parte do programa.

De acordo com Gaiote, para se inscrever no programa é necessário estar matriculado em um dos cursos técnicos da instituição. “Não é necessário estar no começo do curso para se cadastrar, porém o contrato de aprendizagem só durará enquanto o jovem estiver cursando a formação teórica na escola técnica”, diz.

Com relação à estimativa, Gaiote afirma que não há como estimar o número de contratações que serão realizadas pelo programa, pois depende muito da resposta dos empresários.

O Aprendiz Paulista foi instituído pelo Governo do Estado e é coordenado pela Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho, em parceria com a Secretaria Estadual do Desenvolvimento. A ONG Atletas pela Cidadania também participou da iniciativa como apoiadora do programa.

Serviço

Centro Paula Souza
Processo seletivo: semestral
Tel.: (11) 3327-3000
www.centropaulasouza.sp.gov.br
Por Gláucia Cavalcante
Originalmente publicado 03/09/2009

Compartilhe e Socialize:
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Orkut

Tags:

Deixe um comentário

Os comentários estão desativados.